Da cidade escravista à cidade moderna: os limites de um projeto de integração conservadora no Rio de Janeiro entre 1903 e 1906

André Nunes Azevedo

Resumo


 

 

 

Resumo: Com a vinda da Corte portuguesa em 1808 o Rio de Janeiro passa a crescer em alta progressão. Esse crescimento lançou desafios à cidade, que deveria responder a uma nova ordem de demanda por serviços de infraestrutura urbana. A resposta do poder público a esse desafio foi através do braço escravo, que aumentou sobremaneira o vulto de sua presença nas ruas da urbe. Esse fenômeno colaborou para a formação de uma cultura de distensão na ocupação do espaço urbano. Essa cultura se configurou em um problema às elites gestoras do Brasil no contexto do fim da escravidão, início de um novo regime, crescimento exponencial da cidade e crescimento da economia capitalista, próprios do fim do século. O enfrentamento desse problema esbarrou nas contradições da solução da reforma urbana do prefeito Pereira Passos e sua ideia de civilização.

 

Palavras-Chaves: escravidão; cidade; Rio de Janeiro; civilização; reforma urbana.

 

Abstract: With the coming of the Portuguese Court in 1808 in Rio de Janeiro began to grow in high progression. This growth has posed challenges to the city, which should respond to a new order of demand for urban infrastructure services. The government's response to this challenge was through slave labor, which greatly increased the figure of its presence in the large city streets. This phenomenon has contributed to the formation of a relaxed culture in the occupation of urban space. This culture is set up on a problem to management elites of Brazil in the context of the end of slavery, the beginning of a new regime, exponential growth of the city and growth of the capitalist economy, fit the end of the century. Facing this problem bumped into the contradictions of the solution of urban reform of Mayor Pereira Passos and his idea of civilization.

 

Keywords: Slavery; city; Rio de Janeiro; civilization; urban reform.

 

 

 

 


Palavras-chave


escravidão; cidade; reforma urbana

Texto completo:

PDF


 

 

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia