As formas de nascer entre os Assuriní do Trocará, no município de Tucuruí-Pará

Benedita Celeste Celeste de Moraes Pinto, Maria de Fátima Rodrigues Nunes, Bárbara de Nazaré Pantoja Ribeiro

Resumo


O presente estudo analisa as formas de nascer entre os Assurini do Trocará, no Município de Tucuruí, Pará, evidenciando questões culturais, saberes e preceitos religiosos, além das transformações pelos quais estas  vem passando no decorrer do tempo.  Para tanto, se buscou auxilio teórico-metodológico em autores que discutem a temática em questão, como: ANDRADE (1992), COHN (2005, 2010), MORAIS (2010), Mendonça (2013), PINTO (2004, 2010). Da mesma forma, se realizou pesquisa de campo mediante a observação participante no cotidiano de mulheres e crianças, realização de entrevistas, acrescida a fontes imagéticas. Dados da pesquisa apontam que as formas de nascer entre os Assurini transitam além dos métodos da medicina formal, permeiam questões culturais e religiosas deste povo. Embora muitas alterações tenham ocorrido ainda se observa por parte deste povo resistências em valorizar os modos tradicionais envoltos em saberes, preceitos, traços culturais e religiosos para trazer uma criança ao mundo.


Palavras-chave


Formas de Nascer; Transformações e Resistências; Etnia Assurini

Texto completo:

PDF


 

 

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia